PNG.png

INSTITUTO ÀWÚRE DE INCENTIVO CULTURAL AFRO BRASILEIRO 

Na Língua Yorùbá, Àwúre significa Boa Sorte, Afortunado!

 

 

SEJA BEM VINDO

eVOLUÇÃO HISTORICA 

CULTURA AFRO-BRASILEIRA

LOGO PNG ÀWÚRE.png

O Logo do Àwúre, diz muito de quem somos!

 Na Língua Yorùbá, Àwúre significa boa sorte, afortunado.

 

Essa é a nossa marca, buscamos ser uma instituição referência no desenvolvimento e valorização da diversidade étnico-racial, apreciando os conhecimentos oriundos da ancestralidade e dos  fazeres da diáspora africana.

Representa na marca Àwúre: os tambores de além-mar, que  são nosso Resgate Cultural sob o legado dos escravizados que não se calam; as mãos abertas é o universo da Cultura Africana, origem de todo ser humano, e a mulher preta a sabedoria da  nossa ancestralidade.

Somos Àwúre, desfrutamos de boa sorte, somos felizes!

 

Àwúre! Àwúre! Àwúre!

banner.jpg

Programa de Atividades para a Implementação da Década Internacional de Afrodescendentes

A Assembleia Geral da ONU proclamou o período entre 2015 e 2024 como a Década Internacional de Afrodescendentes (resolução 68/237) citando a necessidade de reforçar a cooperação nacional, regional e internacional em relação ao pleno aproveitamento dos direitos econômicos, sociais, culturais, civis e políticos de pessoas de afrodescendentes, bem como sua participação plena e igualitária em todos os aspectos da sociedade.

Tal como foi proclamada pela Assembleia Geral, o tema para a Década Internacional de Afrodescendentes é “reconhecimento, justiça e desenvolvimento”.

     A MAIORIA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA É NEGRA E POBRE!

Mesmo sendo a maioria da população brasileira declarada segundo dados do IBGE, como preta ou parda cresceu entre 2005 e 2015, aumentou o número de negros entre os brasileiros mais ricos, de 11,4% para 17,8%. Apesar disso, a população branca ainda é maioria – oito em cada dez – entre o 1% mais rico da população. Entre os mais pobres, por outro lado, três em cada quatro são pessoas negras, segundo informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mais da metade da população brasileira (54%) é de pretos ou pardos (grupos agregados na definição de negros), sendo que a cada dez pessoas, três são mulheres negras.

De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais - Uma análise das condições de vida da população brasileira, o rendimento está relacionado à escolaridade, de difícil acesso à população negra. Em 2015, apesar de o número de negros cursando o ensino superior ter dobrado, influenciado por políticas de ações afirmativas, somente 12,8% dessa população chegou ao nível superior, enquanto os brancos de nível superior eram que 26,5% do total no mesmo ano.

Apesar das desigualdades, o IBGE revela que essas condições melhoraram nos últimos anos. No caso do saneamento, o percentual de lares negros atendidos subiu de 44,2% para 55,3%, enquanto o atendimento em lares brancos aumentou de 64,8% para 71,9%.

Na década, a melhoria das condições de vida dessas crianças, cuja maioria é de pretas ou pardas, está relacionada ao aumento real dos salários e programas sociais de transferência de renda, de acordo com relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), citado pelo IBGE.

 

objetivo 

Promover o empoderamento dos povos tradicionais de matriz africana, comunidades quilombolas, afrodescendentes, povos indígenas, ciganos a partir de reflexões sobre a condição de “POVO” e o panorama das políticas pública no Brasil, bem como intercâmbios entre as entidades é coletivos que compartilha da mesma ideia.

CONVOCAÇÃO DO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL 2018 

Será realizado na Bahia / Salvador / Brasil de 13 a 18 de Março de 2018

Conheça as Dandaras Mulheres Pretas Empoderadas !

Dandars.png
oie_transparent (3).png

Saiba como ser um voluntário no Fórum Social Mundial 2018

ACESSE NOSSAS REDES SOCIAS 

ACOMPANHE ARTIGOS SOBRE A CULTURA NEGRA, POVOS TRADICIONAIS DE MATRIZ AFRICANA E  COMUNIDADE QUIMBOLAS.