PNG.png

INSTITUTO ÀWÚRE DE INCENTIVO CULTURAL AFRO BRASILEIRO 

Na Língua Yorùbá, Àwúre significa Boa Sorte, Afortunado!

 

 

SEJA BEM VINDO

Resistir é Criar, Resistir é Tranformar

Vamos Construir (1).png
carta1.jpg
Faixa do Àwúre.png

FSM promove Seminário Internacional em Salvador

(Instituto Àwúre sugere e recebe apoio na construção do Comitê de Povos e Comunidades Tradicionais, Povos Indígenas e Comunidades Quilombolas)

 

 

Atendendo a convocação da “Carta aberta para participação do processo de organização e realização do Fórum Social Mundial “nós do Instituto Àwúre, marcamos presença, na prévia de importantes debates que ocorreram durante a programação Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão da Universidade Federal da Bahia (UFBA),

 O lema da edição 2018, expressa o espírito da programação Resistir é Criar, Resistir é Transformar – e congrega o espirito de missão do Instituto Àwúre de mobilizar a sociedade civil em torno da importância de preservar espaços de divulgação da cultura dos povos tradicionais, procurando incentivar e apoiar articulações de caráter local e nacional. Desta forma hoje somos a célula que representa muitas outras organizações, coletivos, associações povos e comunidades tradicionais, nós nos colocamos nesta edificação, na base da articulação, para buscar colaborar na construção de estratégias comuns e alternativas possíveis para garantir a representação de povos e comunidades tradicionais, comunidades indígenas e comunidades quilombolas no FSM.

Primeiramente aconteceu nos dias 15 e 16/10 a reunião do Conselho Internacional do FSM na Reitoria da UFBA (Rua Padre Feijó, s/n, Canela, Salvador/BA), com agenda relacionada ao papel do FSM na atual conjuntura mundial e organização da edição 2018. Fizeram-se presentes representantes de organizações de países da Europa, África, América do Sul e do Canadá – sede da última edição do Fórum Social Mundial o coletivo brasileiro do FSM, alguns ouvintes e o Àwúre se fez presente , se colocando à disposição do  Conselho Internacional nesta construção, pautando espaço para povos e comunidades tradicionais povos indígenas e comunidades quilombolas, apresentamos um trecho da nossa carta de intenções “Proposta de Criação de Comitê Temático de Povos e Comunidades Tradicionais no FSM Salvador.” , documento criado a muitas mãos durante esse processo de preparação para o seminário:

Foi lido esse trecho: “A proposta funcionara no sentido de criar espaços de debate e coexistência, assim como seu potencial de desenvolver uma cidadania capaz de pensar diferentes ordens políticas e que possam superar a crise atual, e denunciar as graves desigualdades e discriminações ainda presentes na sociedade, bem como a maneira que ainda tentam nos invisibilizar. ’’

A proposta foi muito bem acolhida, e assim saímos deste momento muito felizes, por perceber que somos de fato afortunados, trabalhamos duro e encaminhamos proposta.

 

Os dias subsequentes 17 e 18/10 de 2017 (terça e quarta-feira) das 8h30 às 22h, o local foi o Campus de Ondina (Av. Adhemar de Barros, s/n, Ondina, Salvador/BA). E durante esses dias também estivemos presentes e fomos representados  pela companheira e diretora de projetos do Àwúre Millena do Nascimento, acompanhando de forma presencial todo seminário, e mobilizando  a participação dos nossos no FSM, os debates ocorridos nas sete mesas transitaram sobre as lutas dos povos por suas terras e territórios, justiça ambiental, comunicação e democracia, intolerâncias, racismo e xenofobias, revolução dos gêneros, mundo do trabalho, arte e cultura frente ao avanço do conservadorismo. Com isso, os movimentos e organizações sociais presentes, dentre estas o instituto Àwúre, se articula para resistir, denunciar e reverter retrocessos presentes, e assim incluir na agenda mundial nossos problemas e características culturais totalmente peculiares. Os eventos marcarão o lançamento oficial do FSM 2018, já com a identidade visual criada para a edição de Salvador. E podemos assim afirmar que graças a mobilização realizada a mesa de “Intolerâncias e Descriminações” no dia 17, obteve uma das maiores participações populares do evento!

“Resistir é criar! Resistir é transformar! ”, O Àwúre resistiu, foi fiel a quem contou conosco e resistiu. Muitos esforços e energia foram necessários, travamos muitas lutas, fomos insistentes e persistimos na ocupação do espaço, e enfim podemos respirar aliviados e afirmarmos “Somos FSM” é desta forma que nos sentimos hoje, apesar de toda a luta, o Instituto Àwúre de Incentivo Cultural Afro Brasileiro resistiu de pé , os meses  anteriores ao seminário não foram fáceis, hoje respiramos aliviados, superamos todas as formas de adversidade que nos foi imposta nesta 1° etapa do processo construído com êxito, construído de forma coletiva, plural e sólida.  Reconhecemos que não somos conhecedores de todo processo, muito menos somos detentores de verdades absolutas, não somos nem mesmo singular na representação de povo, somos pequenos, porém somos capazes de superar as adversidades, ultrapassar os boicotes, perpassa o ego, a vaidade e agregar valores, fizemos isso as fotos e filmagens do youtube e da página do FSM demonstram nossa participação. Todo esse processo para nós do Àwúre é de suma importância, nosso compromisso de caráter, coletividade, transparência nas parcerias e respeito a todas e todos. Entendemos que somente através de atitudes legítimas e sólidas poderemos além de ajudar a construí um FSM realmente com representantes de todos os segmentos sociais.

Fácil não foi, o processo gera feridas e sentimentos alguns bons, outros nem tanto. Porem somos de fé, e sabemos que o nossos ancestrais nunca nos abandona, articulando e cantando vamos caminhando, nossa união está na base da tradição: Sou porque nós somos!

 

Texto de autoria da IAIC - Instituto Àwúre 

 

Att.

Equipe de Diretores. 

Vamos juntos fazer esta construção!

 

Para expressar seu interesse: Preencha o formulário aqui.

Este formulário coleta as intenções de colaborar conosco, ou seja, ser voluntário para juntos, contribuirmos de diferentes formas a materialização desse espaço, e do evento do FSM 2018, independentemente de ir ou não à Bahia, você estará representada e representado. O Instituto Àwúre não tem orçamento para financiar viagens à Bahia, mais com nossos esforços somados poderemos levar nossas temáticas e contribuições ate o FSM.

 

Formulário

UFBA abriga seminário preparatório para o Fórum Social Mundial de 2018

por Rodrigo Martins — publicado 16/10/2017 13h07, última modificação 16/10/2017 17h13

logoFSMfundotransparente.png